Novo microcomputador Raspberry Pi é mais versátil e econômico

O Raspberry Pi, microcomputador famoso pelo tamanho diminuto e preço baixo (cerca de R$ 77 reais), ganha esta semana uma nova versão chamada B+. Embora custe o mesmo preço, ela apresenta modificações que o tornam mais versátil para usuários finais e programadores.

Entre as novidades, divulgadas no blog do projeto, estão o aumento de 26 para 40 pinos de entrada e saída, úteis para programadores e alunos, além do aumento de 2 para 4 portas USB. Também foi trocada a placa de som, o que melhora a qualidade do áudio, além de mudanças no gerenciamento de energia do Pi. Com isso, o funcionamento passa a ocorrer com corrente de 600 mA (contra 750 mA do modelo anterior) e potência máxima de 1 W.

Uma mudança que pode não agradar a todos, no entanto, é a utilização de cartões MicroSD, no lugar dos SD comuns. Os slots para cartões MicroSD são incompatíveis com os modelos maiores, que também tendem a ser mais baratos e rápidos. A utilização do MicroSD, no entanto, permite mais segurança na forma como a memória fica presa ao dispositivo e economiza espaço.

O chipset BCM 2835 e os 512 MB de RAM continuam os mesmos, assim como a saída HDMI e o conector MicroUSB, assegurando que o novo Pi não seja mais rápido nem mais lento do que o modelo anterior, apesar das mudanças. A saída de vídeo composto, no entanto, ganha um novo conector, na forma de uma ponta P2 de 3,5mm.

fonte: http://olhardigital.uol.com.br/noticia/43041/43041

 

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *